10 dicas de saúde para as mulheres

10 dicas de saúde para as mulheres

Como seria se os médicos tivessem mais tempo para se dedicar a cada uma de suas pacientes e presenteá-las com dicas de saúde valiosas? Bom, nós não sabemos, mas pensando nisso, conversamos com alguns especialistas e nós mesmas trouxemos essas dicas de saúde para vocês.

Está pronta para aprender a viver uma vida mais leve e repleta de bem-estar? Confira nossas dicas de saúde!

1. Tente não se estressar

10 dicas de saúde para as mulheres

O maior problema da maioria das pessoas hoje em dia é que elas tem muita coisa acontecendo em suas vidas e precisam conciliar tudo.

O estresse pode ter consequências ruins para a saúde, desde infertilidade a riscos mais elevados de depressão, ansiedade e doenças cardíacas.

Assim, uma das dicas de saúde mais importantes e a que encabeça nossa lista de hoje é essa: tenta reduzir seu estresse fazendo uma coisa de cada vez e não se preocupando com antecipação e você, com certeza, experimentará dias mais leves.

2. Não faça dietas malucas

10 dicas de saúde para as mulheres

Comer de forma mais saudável não significa que você tem que renunciar ao seu copo favorito de vinho ou um pedaço de bolo de chocolate de vez em quando.

A chave é a moderação. Procure sempre trabalhar com uma mistura de proteínas magras, gorduras saudáveis, carboidratos e fibras e você estará no bom caminho.

3. Não exagere no consumo de cálcio

10 dicas de saúde para as mulheres

Aqui está mais uma das importantes dicas de saúde de hoje: o excesso de cálcio no organismo pode aumentar o risco de pedras nos rins e também de doenças cardíacas.

Se você tem menos de 50 anos, 1.000 miligramas por dia é o suficiente. Já para as mulheres acima dos 50 recomenda-se 1.200 miligramas por dia.

4. Varie seus exercícios

10 dicas de saúde para as mulheres

As mulheres precisam de uma combinação de exercícios aeróbicos e de resistência/peso pelo menos de 3 a 5 vezes por semana para ajudar a prevenir a osteoporose, doenças cardíacas, câncer e diabetes.

Os exercícios também promovem uma boa auto-imagem, o que é realmente importante para a saúde mental de uma mulher. Por isso, essa foi escolhida como uma das dicas de saúde de hoje.

5. Pense na fertilidade

10 dicas de saúde para as mulheres

Enquanto algumas mulheres não enfrentam nenhum problema engravidando aos 40 anos, outras podem ter sua fertilidade diminuída aos 32.

Se você deseja ter filhos, precisa se preocupar com a fertilidade. Converse com seu médico sobre seus desejos e pense nisso enquanto há tempo.

6. O controle de natalidade deve ser uma preocupação

10 dicas de saúde para as mulheres

Embora essa não seja uma das dicas de saúde que mais ouvimos por aí, ela é muito importante.

O controle da natalidade pode ser mal visto por algumas pessoas, mas não apenas ele pode prevenir que você fique grávida antes de estar pronta como também pode diminuir o risco de câncer de útero e de ovário, assim como regular o seu ciclo menstrual.

7. Vá ao médico ao menos uma vez por ano

10 dicas de saúde para as mulheres

Novas recomendações sugerem que as mulheres saudáveis só precisam de exames de Papanicolau a cada três anos a partir dos 21 anos de idade, mas jamais ignore seu check-up anual. Essa é uma das dicas de saúde mais importantes.

8. Tenha um bom sexo

10 dicas de saúde para as mulheres

O sexo reduz o stress e pode diminuir o risco de doenças crônicas, mas somente se ele for bom para você.

Se algo está impedindo sua satisfação sexual, tais como secura ou dor, converse com seu médico para encontrar uma solução.

9. Durma bem

10 dicas de saúde para as mulheres

As necessidades de sono diferem de uma mulher para outra, mas se você tem dificuldade para sair da cama, se cansa facilmente ou tem dificuldade de concentração, você provavelmente não está dormindo o suficiente.

Estudos recentes sugerem que a falta de sono pode colocá-la em maior risco de doença cardíaca e problemas psicológicos. Portanto, essa é uma das dicas de saúde que não podem ser ignoradas.

10. Considere realizar exames genéticos

Os médicos agora podem rastrear históricos familiares de câncer de mama, câncer de ovário e doenças crônicas.

Isso ajuda a avaliar o risco de você ter uma dessas doenças e, em seguida, considerar doenças preventivas. Não deixe de conversar com o seu médico.